Home Matéria Prefeitura de SP busca empresa para bancar restauro do Museu

Prefeitura de SP busca empresa para bancar restauro do Museu

0
0

Ministério da Cultura, Prefeitura de São Paulo e USP (Universidade de São Paulo) estão em busca de empresas e cidadãos interessados em pagar a restauração do Museu Paulista, popularmente conhecido como Museu do Ipiranga. A obra, estimada em R$ 110 milhões, segundo o Ministério da Cultura, deve ficar pronta no dia 7 de setembro de 2022, como parte das comemorações aos 200 anos da Independência do Brasil. Precisa ser reformada a fachada do prédio, assim como a cobertura e as instalações hidráulicas e elétricas.
O financiamento da restauração do prédio do Museu do Ipiranga, que está fechado ao público desde 2013, deverá ser feito por meio da Lei Rouanet. Criada em 1991, a Lei de Incentivo à Cultura ficou conhecida como Lei Rouanet em referência ao secretário de Cultura na época em que foi sancionada, Sérgio Paulo Rouanet. Por meio dela, cidadãos (pessoas físicas) e empresas (pessoas jurídicas) podem aplicar 6% e 4%, respectivamente, de seu Imposto de Renda devido em projetos culturais. Uma empresa que tenha de pagar R$ 100 mil de Imposto de Renda, por exemplo, poderá apoiar projetos culturais via Lei Rouanet num valor de até R$ 4 mil. Já um cidadão que tiver de pagar R$ 5 mil de Imposto de Renda poderá apoiar projetos culturais via Lei Rouanet num valor de até R$ 300.
No ano passado, somente por meio da Lei Rouanet, foram aprovados mais de cinco mil projetos de incentivo à cultura em todo o País, totalizando R$ 1,1 bilhão em captações.
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, visitou o Museu do Ipiranga no fim do ano passado e afirmou que a restauração do prédio é prioridade por fazer parte da lista de ações estratégicas da pasta. Por isso, ele tem procurado pessoalmente empresários para apresentar o projeto das comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil e da reforma do Museu do Ipiranga. No mês de janeiro, por exemplo, Sá Leitão esteve em Osasco, na sede do Bradesco, onde se reuniu com o diretor de marketing do banco, Márcio Parizotto, e com o reitor da USP, Vahan Agopyan.
O ministro também teve uma reunião com o prefeito João Doria (PSDB) no mês passado. Segundo o tucano, ficou acordado que a Prefeitura poderá buscar recursos por meio da Lei Rouanet para reativar as fontes de água localizadas no Parque da Independência.
A sugestão do ministro é ainda envolver nesse processo o Governo Estadual e a bancada paulista de deputados e senadores no Congresso Nacional para buscar patrocínio da iniciativa privada e de estatais.

  • Horóscopo

    Áries: Sua tensão será a grande responsável por atritos e desentendimentos profissionais. …
  • Touareg terá ‘toque brasileiro’ na 3ª geração

    Desenho do novo SUV foi assinado pelo designer brasileiro Arnaldo Cruzeiro, que trabalha n…
  • Cotidiano marca “Malhação”

    E vem aí, mais uma temporada de “Malhação” com a missão de manter os bons índices de audiê…
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregaer Mais em Matéria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *