Sábado, 29 de Abril de 2017   
Google   
Para anunciar ligue: 2914-0655   
HOME        |        O JORNAL        |        EXPEDIENTE        |        A REGIÃO        |        SUPLEMENTOS        |        VERSÃO DIGITAL        |        SUGESTÃO       |        LINKS        |        CONTATO

Auto News     |    Beleza     |    Bom Apetite     |    Casa & Cia     |    Cultura & Lazer     |    Especiais     |    Horóscopo     |    Nossa Opinião    |    Se Vê na TV     |    Turismo

 
    MATÉRIA

Pacientes sofrem com falta de material para curativo em UBS

Usuários da Unidade Básica de Saúde (UBS) Vicente de Paula, na rua Vicente da Costa, 289, estão reclamando de falta da produtos básicos como gaze e luvas. A dona de casa
Camila Romero afirma que precisa de gaze, anestésicos e luvas, mas que frequentemente volta de mãos vazias da UBS. A explicação ouvida é que os produtos não chegaram, mas também não há previsão para que isso aconteça. “Acabo gastando em média R$ 200”, diz.
A auxiliar de enfermagem Ana Ferreira conta que foi em busca de luvas, mas não saiu de lá contente. “Por enquanto a moça falou que não tem certeza quando vai chegar”, afirmou.
A situação vem se arrastando por um tempo e os ipiranguistas fazem a peregrinação nas unidades básicas em busca de remédios e material hospitalar. “As vezes chega, mas acaba muito rápido. Então temos que ficar nesta jornada. Vamos de UBS a UBS até encontrar o que queremos. Está difícil”, alega a diarista Marisa Domingues, que foi na UBS São Vicente atrás de medicamento e não encontrou.
Em nota, a Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Sudeste informou que houve um desabastecimento pontual dos insumos na Unidade Básica de Saúde (UBS) São Vicente de Paula. No entanto, a unidade será abastecida a partir de quinta-feira (27).
Outra dificuldade encontrada pelos pacientes são a falta de fitas, seringas ou fraldas geriátricas. Os pacientes com diabetes que procuram na maioria dos postos da região seringas e fitas, não são atendidos. “Meu marido tem diabetes, há um ano enfrento essa falta de materiais. Graças a Deus tive condições de comprar e manter a medicação, mas e quem não tem? E outra, pagamos nossos impostos para ter diretiro a saúde”, enfatiza Lucimara Wescenslau.

[Voltar]

   VERSÃO DIGITAL

   JABAQUARA NEWS
Home - O Jornal - Expediente - A Região - Suplementos - Versão Digital - Sugestão - Links - Contato
Auto News - Beleza - Bom Apetite - Casa & Cia - Especiais - Horóscopo - Nossa Opinião - Saúde - Se Vê na TV - Turismo
Copyrigth© - 2010 - Ipiranga News On Line - Todos direitos reservados - 2914-0655